sábado, 30 de junho de 2012

Colheita de Junho

Posso dizer que este mês de Junho foi muito agradável no que toca aos livros que chegaram à estante. Consegui, entre compras e livros ganhos em passatempos, juntar este maravilhoso conjunto:

 


  

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Novidade Bertrand: "Não te mexas" de Margaret Mazzantini


Género: Romance
Tradutor: Simonetta Neto
Formato: 15 x 23,5 cm
N.º de páginas: 264
Data de lançamento: 29 de junho
PVP: 16,60 €

Vencedor do Prémio Strega e com mais de 2 milhões de exemplares vendidos, Não te mexas é a mais estranha e inquietante das paixões, que tem arrebatado leitores do mundo inteiro. Foi adaptado ao cinema por Sergio Castellito e conta com Penélope Cruz como protagonista.

«Timoteo é um dos cirurgiões mais conceituados de Itália, casado com uma mulher lindíssima, com quem vive num apartamento de luxo e numa villa junto ao mar. Tudo na sua vida parece envolto em sucesso e glamour. Mas eis que a filha de quinze anos tem um acidente e é levada em coma para o hospital onde ele trabalha. Enquanto um colega faz uma delicada operação à cabeça da rapariga, o agonizante Timoteo prende irremediavelmente o leitor na teia da sua espantosa confissão. É que, debaixo do verniz da sua vida encantadora, reside uma história sórdida, degradante, da mais estranha das paixões. Timoteo partilha connosco o seu fatídico romance com uma mulher que, desde o primeiro momento, corrói tudo aquilo que ele julgava saber acerca de si próprio.
O arrepiante retrato de um homem extraordinariamente seguro de si que perde todo o controlo sobre a sua vida e as suas emoções tem arrebatado leitores do mundo inteiro e deu origem a um filme homónimo, protagonizado por Penélope Cruz.»

A crítica
«Fascinante, comovente e compulsivo» - Mail on Sunday
«Muito belo… as observações fragmentadas, tão humanas, que animam constantemente este romance são inebriantes» - The New York Times Book Review
«Apaixonante… Desenrola-se com o secretismo urgente, murmurado, de uma confissão. A escrita é tensa, retesada e muito explícita: como uma sucessão de fotogramas, claros como a água, de um filme dramático.» - Daily Telegraph

A autora
Margaret Mazzantini nasceu em Dublin, filha de uma artista plástica irlandesa e de um escritor italiano. Foi atriz de cinema, televisão e teatro mas é sobretudo reconhecida pela sua obra literária. Venceu o prémio Strega com Não te Mexas, adaptado ao cinema e protagonizado por Penélope Cruz, que vendeu mais de dois milhões de exemplares só em Itália e foi um best-seller internacional, traduzido em mais de 30 línguas. Vir ao Mundo venceu o prémio Campiello e está a ser adaptado ao grande ecrã. Será também protagonizado por Penélope Cruz.
Vive em Roma com o marido e os quatro filhos.

Trailer do filme: aqui

Da mesma autora na Bertrand:
Vir ao Mundo

Sobre Vir ao Mundo na imprensa portuguesa:
«Escrito de forma elegante, este livro revela-nos uma estimulante escritora italiana que tem tido bastante
sucesso a nível internacional» - Jornal de Negócios

«A escritora usa o seu inimitável dom para a linguagem, criando uma obra de dimensões abrangentes e intenso compromisso moral, provando que até os piores males da história podem levar ao encantamento de um novo começo.» - Zen Energy

«Em Itália, o nome da escritora Margaret Mazzantini vale ouro: os seus livros vendem milhões de exemplares, ganham prémios, são adaptados ao cinema e protagonizados por estrelas como Penélope Cruz.» - Time Out

A Guerra Dos Tronos


Título Original: A Game of Thrones
Autor: George R. R. Martin
Nº de páginas: 400
Editora: Saída de Emergência
Colecção: Bang!

Sinopse
«Quando Eddard Stark, lorde do castelo de Winterfell, recebe a visita do velho amigo, o rei Robert Baratheon, está longe de adivinhar que a sua vida, e a da sua família, está prestes a entrar numa espiral de tragédia, conspiração e morte. Durante a estadia, o rei convida Eddard a mudar-se para a corte e a assumir a prestigiada posição de Mão do Rei. Este aceita, mas apenas porque desconfia que o anterior detentor desse título foi envenenado pela própria rainha: uma cruel manipuladora do clã Lannister. Assim, perto do rei, Eddard tem esperança de o proteger da rainha. Mas ter os Lannister como inimigos é fatal: a ambição dessa família não tem limites e o rei corre um perigo muito maior do que Eddard temia! Sozinho na corte, Eddard também se apercebe que a sua vida nada vale. E até a sua família, longe no norte, pode estar em perigo. Uma galeria de personagens brilhantes dá vida a esta saga. Entre eles estão o anão Tyrion, a ovelha negra do clã Lannister; John Snow, um bastardo de Eddard Stark que, ao ser rejeitado pela madrasta, decide juntar-se à Patrulha da Noite, uma legião encarregue de guardar uma imensa muralha de gelo a norte, para lá da qual cresce uma assustadora ameaça sobrenatural ao reino. E ainda a princesa Daenerys Targaryen, da dinastia que reinou antes de Robert Baratheon, que pretende ressuscitar os dragões do passado e, com eles, recuperar o trono, custe o que custar.»

Opinião
Em Winterfell a vida aparenta-se calma. A tranquilidade característica desta região no Norte gelado está prestes a ser ameaçada quando algo estranho acontece nas imediações da Muralha, e a este acontecimento sucede uma visita inesperada com um propósito ainda mais inesperado. Assim se inicia A Guerra dos Tronos, um começo que não deixa dúvidas quanto às atribulações e surpresas que irão decorrer.

O universo em que se localiza esta obra é vasto. Não se cinge a Winterfell, ou às suas personagens. A história espalha-se por um enorme reino, imenso em detalhes o que o torna quase real na nossa imaginação, centralizado em diversos pontos do mapa que detém os seus lordes, homens e mulheres sedentos de poder que constroem as suas intrigas sem sensibilidade a limites. É o reflexo do lema ganhar ou morrer.

Os alvos de toda a tragédia acabam por ser os mais inocentes, aqueles que pretendem levar uma vida sólida e justa, mas que inevitavelmente são envolvidos em esquemas obscuros. Este espírito em que é impossível uma personagem permanecer ausente torna a narrativa tão aliciante que é difícil prever as decisões que tomará ou o futuro que se lhe avistará.

A maior riqueza da narrativa assenta nas personagens. São em tão grande número que é quase impossível recordá-las a todas após só ler o primeiro volume. As relações que se estabelecem entre elas são complexas, e por vezes ainda mais complexas as razões porque estão relacionadas e dependentes umas das outras. Ainda assim, o autor teve o cuidado de nos facilitar a compreensão numa divisão em que cada capítulo é o ponto de vista de uma personagem. E, de facto, é muito agradável ter uma leitura assim.

O nobre Lorde Eddard, uma das figuras fulcrais, e a sua família são quem mais sofrerá com toda a reviravolta. Ele, cujo carácter puro, leal e inquestionavelmente racional não encara a mudança com bons olhos, muito menos tenciona rever-se nela. Todavia, poderá ser ele a única salvação do reino, por muitos custos que será obrigado a enfrentar.

Com ele sofrem Catelyn, a sua mulher, fortemente defensora do que é seu e tão astuta quanto o marido, e os filhos carismáticos cujo papel na história não deixará o leitor indiferente.

Como obra do fantástico, este primeiro volume não me deixou de surpreender por apresentar muito pouco conteúdo relacionado com esta vertente. Na verdade foi mais um dos factos em que Martin foi inteligente pois foi mais importante, numa primeira fase, apresentar ao leitor a frieza deste jogo de intrigas. O poder é a arma que cada um procura, e tenho a certeza que nos restantes volumes haverá espaço para incluir nessa perseguição a magia do fantástico. Estou ansioso para ver como Martin se revelará nesse aspecto.

O fim da obra, que constitui alguns capítulos finais pois, importante de referir, esta é uma obra em que todos os acontecimentos estão encadeados e a qualquer momento se revela algo novo, chega a ser arrepiante, tendo em conta o que se presenciou até ao momento, e gera questões muito mais profundas por resolver. Os preparativos para o conflito estão formalizados e encaixados no espírito de cada habitante de Westeros.

Este volume marca um início verdadeiramente promissor de uma saga que ainda terá muito para surpreender. O seu ritmo contagiante e imparável denota a capacidade de um contador de histórias muito singular, como o género em que se insere tem visto poucos. O estilo de Martin é surpreendente, magistral, impressionante na sua irreverência.

Dito isto, agradeço à Saída de Emergência por nos trazer uma saga tão magnificamente construída. Sem dúvida que irei continuar a viajar pelos vales e povoados de Westeros, com uma curiosidade ainda maior do que iniciei A Guerra dos Tronos.

Passatempo: "Força do Desejo" de Jess Michaels


Para comemorar o primeiro aniversário do blogue, o Refém das Letras, em colaboração com a fantástica Quinta Essência, têm para oferecer um exemplar do livro Força do Desejo da autora Jess Michaels.
Para participar, apenas têm que preencher o formulário abaixo correctamente e ter em conta as regras do passatempo. 
Podem encontrar as respostas aqui.

Boa sorte a todos!


Regras do passatempo:
- O passatempo decorre até dia 10 de Julho, Terça-feira, às 23h59;
- Só é permitida uma participação por pessoa, morada e e-mail;
- Só são aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas;
- Participações com respostas incorrectas e/ou dados incompletos serão eliminadas;
- O vencedor será sorteado aleatoriamente entre todas as participações correctas e completas, sendo posteriormente contactado pelo blogue;
- O blogue não se responsabiliza por possível extravio do prémio nos correios.


quarta-feira, 27 de junho de 2012

Aniversário do blogue

Olá a todos!

   A data do Refém das Letras está muito próxima. Foi há um ano que decidi criar este meu espaço onde posso dar a minha opinião sobre os livros que leio e dar-vos a conhecer as obras que cheguem às nossas livrarias. Devo dizer que estou contente com o resultado, embora gostasse de ter mais tempo para ler e para dedicar ao blogue. Acho que, ainda assim, este espaço cresceu, e é às editoras que me ofereceram o seu apoio e a vocês, seguidores ou apenas visitantes do Refém das Letras, que devo agradecer. O meu obrigado a todos vocês!
   Espero que nos próximos tempos tenha mais disponibilidade para dedicar ao mundo da leitura e a este espaço que tanto aprecio. O Verão está aí, o que significa calor e bons momentos de leitura.
   Nos próximos dias estejam atentos porque haverá motivos para passar por aqui. Tenho algumas surpresas ainda a preparar, mas fica o aviso que em breve terei algo para vos oferecer.
   Mais uma vez, o meu obrigado pelo vosso contributo ao Refém das Letras!

Boas leituras!

Lançamento: "Chorar a Rir" de Ivan Vera Gomes


Novidade Bertrand: "Cama de Gato" de Kurt Vonnegut

Género: Romance/ Ficção Científica
Tradutor: Rosa Amorim
Formato: 15 x 23,5 cm
N.º de páginas: 216
Data de lançamento: 29 de junho
PVP: 15,50 €

   A sua obra mais (re)conhecida é sem dúvida Matadouro Cinco ou a Cruzada das Crianças, mas Vonnegut é também autor de vários romances, ensaios e peças de teatro. Depois da publicação em agosto passado de Matadouro Cinco, dá-se continuidade à obra deste “hilariante profeta da desgraça” com Cama de Gato.

   «O doutor Felix Hoenikker, um dos «pais» da bomba atómica, deixou à humanidade um legado fatídico. Foi ele o inventor do gelo-nove, um químico letal capaz de congelar o mundo inteiro.
   As investigações de John, o escritor que está a preparar uma biografia de Felix, conduzem-no aos três excêntricos filhos do cientista, a uma ilha nas Caraíbas onde se pratica a religião bokononista e, mais tarde, ao amor e à loucura.
   Narrado com um humor desarmante e uma ironia amarga, este livro de culto acerca da destruição global é uma sátira hilariante e assustadora sobre o fim do mundo e a loucura dos homens.
  "alguém ou alguma coisa me impeliu a estar em certos lugares em determinados momentos, sem falha. Foram providenciados meios e motivos, tanto convencionais como bizarros. E segundo o plano, a cada dado instante, em cada dado lugar, lá estava este Jonah aqui:
   Escutem:
   Quando eu era mais novo – duas mulheres, 250 000 cigarros e 750 litros de cerveja atrás…
   Quando eu era muito mais novo, comecei a reunir material para um livro a ser intitulado O Dia Em Que o Mundo Acabou."»


A crítica
«Uma das vozes mais hilariantes, sábias e humanas na ficção seja de onde for» - Daily Telegraph
«Um hilariante profeta da desgraça» - The New York Times
«Único… um dos autores que nos mapeia as paisagens, que dá nomes aos lugares que melhor conhecemos.» - Doris Lessing, The New York Times Book Review
«O nosso melhor humorista negro… Rimo-nos em autodefesa.» - The Atlantic Monthly
«Vonnegut olhava para o mundo bem nos olhos e nunca vacilava» - J. G. Ballard
«Um satírico inimitável e que não imita ninguém» - Harper’s Magazine


O autor
   Kurt Vonnegut nasceu em Indianapolis a 11 de novembro de 1922 e morreu em Nova Iorque a 11 de abril de 2007. Licenciou-se em Química e alistou-se no exército americano, com o qual combateu na Segunda Guerra Mundial. Foi feito prisioneiro e presenciou o bombardeamento de Dresden. Após a Guerra, formou-se em Antropologia É autor de vários romances, ensaios e peças de teatro, entre os quais se destaca Matadouro 5 ou A cruzada das Crianças de 1969.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Destaque Wook: "Pecados Escondidos" de Emma Wildes

Emma Wildes - www.wook.pt








Clique na imagem para aceder a mais informações em www.wook.pt

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Novidades ASA - Junho

Nunca Digas Adeus
Lesley Pearse
Preço: 16,90€
Lançamento: 11 de Junho

Sinopse
   «Separadas pela vida, unidas pelo destino. Num chuvoso dia de outono, Susan Wright entrou numa clínica, matou duas pessoas a sangue-frio e aguardou que a polícia chegasse. Terá sido um ato de loucura? Uma vingança planeada? Susan não parece interessada em defender-se e recusa falar. O seu silêncio estende-se a Beth Powell, a advogada a quem é atribuído o caso. Beth é uma mulher de sucesso com uma carreira brilhante mas nada a preparara para o momento em que identifica a autora daquele crime tão bárbaro. Quando eram crianças, Beth e Susan juraram ser amigas para sempre. Vinte e nove anos depois, mal se reconhecem. Mas as memórias dos verões felizes das suas infâncias são suficientemente poderosas para as unir de novo. Enquanto as provas contra Susan se acumulam, elas partilham recordações e revelam os segredos que ditaram o rumo das suas vidas. A amizade entre as duas mulheres torna-se cada vez mais forte mas sobre uma delas pende a implacável mão do destino...»


Irmãs de Verão 
Judy Blume 
 
Preço: 16,90 € 
Lançamento: 11 de Junho

Sinopse
   «Por um momento, foi como se nunca se tivessem separado. Ainda são, e serão para sempre, as irmãs do verão. O resto é um erro, uma piada de mau gosto.» Vix Leonard tem doze anos quando conhece a estonteante e temerária Caitlin Somers. À medida que os dias de aventuras ousadas dão lugar a noites de descobertas tímidas, Vix e Caitlin aproximam-se ainda mais, graças às dificuldades do processo de crescimento, ao refúgio na sensação de pertencerem a alguém e ao pacto de Nunca Serem Vulgares... Até ao verão arrasador em que um rapaz da terra altera tudo. Anos mais tarde, a vida separa-as, mas a marca da amizade que as uniu mantém-se. Quando Caitlin pede a Vix que regresse a Martha`s Vineyard para o seu casamento, Vix sabe que não se recusará a ir. Quer compreender o que aconteceu nesse verão em que tudo foi destruído... e porque é que a sua melhor amiga ainda tem o poder de lhe partir o coração.


O Segredo de Sophia 
Susanna Kearsley 
 
Preço: 15,90 € 
Lançamento: 18 de Junho

Sinopse
   «Carrie McClelland é uma escritora de sucesso a braços com o pior inimigo de qualquer artista: um bloqueio criativo. Em busca de inspiração, ela decide mudar de cenário e visitar a Escócia, onde se apaixona pelas belas paisagens e pelo Castelo de Slain, um lugar em ruínas que lhe transmite uma inexplicável sensação de pertença e bem-estar. Tudo parece atraí-la para aquele lugar, até mesmo o seu coração, que vacila sempre que encontra Graham Keith, um homem que acaba de conhecer mas lhe é, também, estranhamente familiar. Com o castelo como cenário e uma das suas antepassadas - Sophia - como heroína, Carrie começa o seu novo romance. E rapidamente dá por si a escrever com uma rapidez invulgar e com um imaginário tão intrigante que a leva a perguntar-se se estará a lidar apenas com a sua imaginação. Será a "sua" Sophia tão ficcional como ela pensa? À medida que a sua escrita ganha vida própria, as memórias de Sophia transportam Carrie para as intrigas do século XVIII e para uma incrível história de amor perdida no tempo. Depois de três séculos de esquecimento, o "segredo de Sophia" tem de ser revelado.» 



Teu Para Sempre 
W. Bruce Cameron 
 
Preço: 13,90 € 
Lançamento: 20 de Junho

Sinopse
   «O corajoso e meigo Toby persegue um sonho: amar e ser amado. O mundo dos afetos parece estar-lhe vedado mas ele não desiste. Serão necessárias várias reencarnações mas o seu destino está escrito há muito. E um dia, ele conseguirá mesmo a resposta para a grande questão: qual é o sentido da vida? Toby é um cachorro doce e sedento de amor. Após uma curta e trágica vida de cão vadio, ele fica surpreendido ao perceber que lhe foi dada uma nova oportunidade: o nosso herói nasceu de novo e tem um mundo de possibilidades pela frente. Mas a sorte não parece estar do seu lado e mesmo quando é salvo por uma mulher bem-intencionada, o seu fim é novamente solitário e tristonho. Na sua próxima reencarnação, será acolhido por Ethan, um menino de oito anos que lhe dá a conhecer as alegrias do amor e da amizade. Mas esta vida de cão de estimação mimado não encerra a sua jornada na Terra. Esperam-no ainda muitas emoções fortes e provações até o verdadeiro desígnio da sua vida lhe ser revelado. No seu desejo de amar e ser amado, Toby protagoniza uma jornada universal. Toby somos todos nós. E todos nós nascemos com um destino para cumprir. Comovente e inesquecível, Teu Para Sempre relembra-nos o que é essencial nas nossas vidas: o amor e a amizade, os momentos de felicidade e partilha, sonhos que acalentamos e as memórias que guardamos no coração.»



Safira 
Patrícia Fonseca 
Preço: 14,90 € 
Lançamento: 20 de Junho

Sinopse
   «Esta é a história de Safira - uma menina a quem, aos quatro anos de idade, foi diagnosticado um tumor de Wilms, um tipo de cancro no rim tão raro quanto agressivo - e da luta dos seus pais, que correram o mundo em busca de uma terapêutica alternativa para a curar. Eles recusaram prosseguir o tratamento que, à partida, lhes era apresentado como a única salvação para a filha: a quimioterapia. E para isso tiveram de enfrentar não só o corpo clínico do Instituto Português de Oncologia como o Tribunal de Menores, num processo legal sem paralelo no nosso país. A história de Safira tem ingredientes únicos e levanta questões muito pertinentes: Devem os pais ter o direito de escolher os tratamentos dos seus filhos? Podem os tribunais forçar um internamento, retirando uma criança da guarda dos seus pais? Devem explicar-se detalhadamente às famílias todos os efeitos secundários envolvidos em tratamentos tão agressivos como os que se aplicam na área da oncologia? Estará a prática do «consentimento informado» instituída apenas para desculpabilizar médicos e hospitais no caso de alguma coisa correr mal? Que espaço podem ter as terapêuticas não-convencionais nos tratamentos médicos de menores? Todas estas questões foram intensamente debatidas pelos pais quando se recusaram a ficar à espera de um milagre que a salvasse. Foram, contra tudo e contra todos, à procura desse milagre. Esta é a história de como o encontraram.»


O Fio do Destino 
Laura Schroff 
 
Preço: 13,90 € 
Lançamento: 30 de Junho

Sinopse
   «"Desculpe, senhora, tem uma moeda que me possa dar?" Quando o ouvi, as palavras foram apenas barulho e passei por ele como se ele não existisse. Mas, alguns passos mais à frente, parei. E então... e ainda hoje não sei muito bem porque o fiz... voltei para trás. Voltei para trás e olhei para ele, e apercebi-me de que era apenas um rapazinho. E foi nesse momento que a vida de Laura mudou para sempre. Com uma carreira de sucesso no USA Today - o maior jornal americano - ela era uma mulher privilegiada mas solitária. O seu passado encerrava segredos dolorosos que a impediam de se sentir realizada e feliz. Quando viu Maurice pela primeira vez, Laura não poderia imaginar quão importante viria a ser na vida daquele menino. Maurice tinha apenas seis anos mas a sua história era já devastadora. Com o corpo e o espírito marcados por anos de abandono e fome, o único mundo que conhecia era o da violência e do caos. Com a sua tenra idade ele já sabia o suficiente para temer pela própria vida. Não rezava, não sabia como, mas pensava: Por favor, não me deixem morrer. E de certo modo, esta era a sua pequena oração. Contra todas as expectativas, Laura seria a resposta à sua prece. Com pequenos gestos de bondade, ela permitiu-lhe ter fé no futuro pela primeira vez. E Maurice retribuiu, ajudando-a a descobrir-se a si própria e à sua capacidade de amar. A amizade entre ambos transformou e enriqueceu as suas vidas. Laura e Maurice são até hoje a prova de que tudo é possível quando abrimos o coração aos outros.»