sexta-feira, 29 de julho de 2016

Novidade Topseller: "Verdade Escondida" de Mary Kubica


Nº de páginas: 336
PVP: 18,79€

Mary Kubica conquistou os leitores portugueses com o seu livro de estreia Não Digas Nada. Depois de Vidas Roubadas e agora com a publicação do seu mais recente livro Verdade Escondida, Mary Kubica estabelece-se como uma das autoras de referência no thriller psicológico.

Sinopse
Quinn Collins acorda e não encontra a amiga com quem partilha a casa na cidade de Chicago. O quarto dela tem a cama vazia e a janela aberta, e Quinn recorda-se vagamente de ter ouvido um rangido durante a noite. Esther Vaughan desapareceu sem deixar rasto. Entre os pertences da amiga encontra uma carta enigmática, assim como outros objetos que colocam em dúvida se Esther será a pessoa que Quinn julgava ser.
Entretanto, numa pequena cidade perto de Chicago, uma rapariga misteriosa aparece num café onde um jovem chamado Alex Gallo trabalha. Alex sente-se desde logo atraído por ela, mas acaba por descobrir algo obscuro e sinistro que porá em causa os seus sentimentos. 
Enquanto Quinn continua em busca de respostas para o desaparecimento de Esther, e Alex tenta saber mais sobre a rapariga desconhecida, forma-se um enredo de ilusões que ameaça esconder uma dura e chocante verdade. Quem será aquela estranha rapariga?

A crítica
«Um thriller cheio de suspense que deixará o leitor na expetativa até ao final.» - Booklist

«Arrebatador e luminoso… sobe a fasquia neste género literário.» - LA Times

«Tão arrepiante que deixa a sua marca. Uma leitura extraordinária.» - The Sun

A autora
Mary Kubica tem um Bacharelato em História e Literatura Americana pela Universidade de Miami (Ohio). Vive nos arredores de Chicago com o marido e os dois filhos e gosta de fotografia, de jardinagem e de cuidar de animais abandonados num abrigo local. 
É autora de dois bestsellers, Não Digas Nada e Vidas Roubadas (publicados pela Topseller). O primeiro valeu-lhe uma nomeação para o Strand Magazine Critics Award como Melhor Romance de Estreia, e outra para o Goodreads Choice Award na categoria de novos autores de thriller e mistério de 2014.
Saiba mais sobre a autora em www.marykubica.com

As primeiras páginas estão disponíveis para leitura imediata​ aqui.​

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Passatempo 5º Aniversário (5): "Nerve: Alto Risco" de Jeanne Ryan




Finda-se a celebração do 5º Aniversário do Refém das Letras com o quinto e último passatempo, desta vez com o apoio da Editorial Presença. A sorteio está um exemplar do livro Nerve: Alto Risco da autora Jeanne Ryan. Esta obra empolgante inspirou um filme com o mesmo nome, que estreia em Portugal no próximo mês.

Para se habilitar a ser o vencedor deste passatempo, basta responder às questões do formulário e preencher com os dados pessoais requisitados, respeitando sempre as regras do passatempo. As respostas às questões podem ser encontradas aqui e/ou aqui.

Boa sorte!

Regras do passatempo:
- O passatempo decorre até dia 5 de Agosto, Sexta-feira, às 23h59;
- Só é permitida uma participação por pessoa, morada e e-mail;
- Só são aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas;
- Participações com respostas incorrectas e/ou dados incompletos serão eliminadas;
- O vencedor será sorteado aleatoriamente entre todas as participações correctas e completas, sendo posteriormente contactado pelo blogue;
- O blogue não se responsabiliza por possível extravio do prémio nos correios.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Novidade Presença: "Nerve: Alto Risco" de Jeanne Ryan



Coleção: Jovem Adulto
Nº na Coleção: 2
Data 1ª Edição: 21/07/2016
Nº de Edição:
Nº de Páginas: 344

O que serias capaz de fazer para alcançar aquilo que mais desejas? Junta-te ao fenómeno NERVE e descobre uma história arrepiante e provocadora!

Nerve: Alto Risco é o livro empolgante que inspirou o filme, com estreia em Portugal em agosto de 2016.

Sinopse
«Quando Vee participa no NERVE, um jogo online de desafios transmitido em direto, descobre que quem controla a competição parece saber tudo acerca dela. Oferecem-lhe os prémios que mais deseja e escolhem para a sua equipa Ian, um rapaz com quem qualquer rapariga do secundário sonharia. 
Nestas condições, é quase impossível resistir. Vee aceita a primeira consequência. E depois outra. E outra. 
Se ao princípio o jogo parece emocionante (os fãs aplaudem e incitam-nos a ultrapassar desafios arriscados com apostas cada vez mais altas), aos poucos revela-se uma armadilha. Vee e Ian têm de decidir se arriscam a vida para o Grande Prémio ou se deitam tudo a perder. Será o jogo letal?»

A crítica
«Uma leitura frenética até à última página.» - Kirkus Reviews

«Tão original e viciante que traz um novo fôlego ao género.» - Voya

«Os leitores ficarão obcecados pelos acontecimentos deste livro.» - Booklist

A autora
Jeanne Ryan tem vivido um pouco por todo o mundo, incluindo no Havai, na Alemanha e na Coreia do Sul. Antes de se tornar escritora, trabalhou em simulação de jogos de guerra e em investigação, entre outras ocupações. 
NERVE - Alto Risco é o seu primeiro romance. Encontra-se publicado em 20 países e inspirou uma adaptação cinematográfica com o mesmo nome, protagonizada por Emma Roberts e Dave Franco.

Saiba mais sobre o livro aqui.

Passatempo 5º Aniversário (4): "Letras Escarlates" de Anne Bishop




O quarto passatempo de aniversário do Refém das Letras conta com a colaboração da Saída de Emergência. A sorteio temos um exemplar do livro Letras Escarlates da autora Anne Bishop. Este é o primeiro livro da série Os Outros que inicia, assim, um novo universo da fantasia urbana e que já foi tão aclamado pela crítica.

Para se habilitar a ser o vencedor deste passatempo, basta responder às questões do formulário e preencher com os dados pessoais requisitados, respeitando sempre as regras do passatempo. As respostas às questões podem ser encontradas aqui e/ou aqui.

Boa sorte!

Regras do passatempo:
- O passatempo decorre até dia 4 de Agosto, Quinta-feira, às 23h59;
- Só é permitida uma participação por pessoa, morada e e-mail;
- Só são aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas;
- Participações com respostas incorrectas e/ou dados incompletos serão eliminadas;
- O vencedor será sorteado aleatoriamente entre todas as participações correctas e completas, sendo posteriormente contactado pelo blogue;
- O blogue não se responsabiliza por possível extravio do prémio nos correios.


quarta-feira, 20 de julho de 2016

Divulgação Saída de Emergência: "Letras Escarlates" de Anne Bishop


Saga/Série: Série Os Outros Nº: 1
Data 1ª Edição: 19/06/2015
Nº de Páginas: 512
Encadernação: Capa Mole

Sinopse
«Meg é uma profetisa de sangue. Sempre que a sua pele é cortada, ela tem uma visão do futuro – um dom que mais lhe parece uma maldição. O Controlador de Meg mantém-na aprisionada de forma a ter acesso total às suas visões. Quando finalmente ela consegue escapar, o único sítio seguro para se esconder é no Pátio de Lakeside – uma zona controlada pelos Outros.
O metamorfo Simon Wolfgard sente alguma relutância em contratar a estranha que lhe pede trabalho. Sente que ela esconde algo e, para além disso, ela não lhe cheira a uma presa humana. Algo no seu íntimo leva-o a contratá-la, mas ao descobrir quem a jovem realmente é e que o governo a procura, ele terá de tomar uma decisão. Será que proteger Meg é mais importante do que evitar o confronto que se avizinha entre humanos e Outros?»

A crítica
"Letras Escarlates não é só o melhor livro de fantasia urbana do ano, é provavelmente um dos melhores de sempre." – All Things Urban Fantasy

A autora
Anne Bishop vive em Upstate New York onde gosta de passar o tempo a jardinar, ouvir música, e a escrever negros romances. É autora de vários romances, incluindo a premiada Trilogia das Jóias Negras.

Passatempo 5º Aniversário (3): "Guia de Um Astronauta para Viver Bem na Terra" de Chris Hadfield




Com o apoio da Pergaminho, chancela da Bertrand Editora, o Refém das Letras inicia o terceiro passatempo de aniversário do blogue! Desta vez, o título em questão, Guia de Um Astronauta para Viver Bem na Terra de Chris Hadfieldinsere-se na Não Ficção e promete ser um testemunho rico e avassalador de quem já viu a Terra sob uma diferente perspectiva.

Para participar no passatempo e ter a possibilidade de ganhar este livro, basta responder às questões existentes no questionário e preencher com os dados pessoais requisitados, respeitando sempre as regras do passatempo. As respostas às questões podem ser encontradas aqui e/ou aqui.

Boa sorte!

Regras do passatempo:
- O passatempo decorre até dia 3 de Agosto, Quarta-feira, às 23h59;
- Só é permitida uma participação por pessoa, morada e e-mail;
- Só são aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas;
- Participações com respostas incorrectas e/ou dados incompletos serão eliminadas;
- O vencedor será sorteado aleatoriamente entre todas as participações correctas e completas, sendo posteriormente contactado pelo blogue;
- O blogue não se responsabiliza por possível extravio do prémio nos correios.

terça-feira, 19 de julho de 2016

Novidade Topseller: "Águias em Guerra" de Ben Kane


Nº de páginas: 416
PVP: 21,98€
Lançamento: 18 de julho

Sinopse
«Baseado em Factos Históricos Reais
No ano 9 a.C., o Império Romano estende-se por grande parte do território germânico, impondo a sua ordem, cultura e impostos às diferentes tribos que outrora dominavam estas terras. Sob o comando do governador Varo, a paz reina há vários anos, para contentamento de alguns chefes tribais e descontentamento de outros.

Dois Guerreiros que Defendem a sua Pátria
Lúcio Tulo, destacado na Germânia, sob as ordens de Varo, é um centurião superior, com décadas de experiência em combate, dedicado ao exército romano. Amado e respeitado pelas suas legiões, Tulo comanda pelo exemplo e personifica toda a glória de Roma.
Armínio nasceu numa tribo germânica, os Queruscos, mas foi treinado como soldado romano e tornou-se um oficial da cavalaria de Roma, reconhecido pela sua valentia em batalha. Conhece como ninguém as táticas de combate e goza da confiança dos mais altos cargos romanos. No entanto, secretamente, há anos que aguarda o momento certo para unir as tribos germânicas contra Roma e reclamar de volta a sua pátria.

Só os Deuses Podem Salvar os Romanos
Esse momento finalmente chegou. Armínio planeia a emboscada perfeita ao poderoso exército romano, numa batalha sangrenta que ficará para a História. Entre ele e a sua vitória está apenas um homem: Lúcio Tulo.»

A crítica
«A combinação perfeita entre ação militar romana e personagens apaixonantes... Isto é ficção histórica no seu melhor.» - Sunday Express

«A recriação que Ben Kane faz da grande batalha da emboscada, servindo-se de fontes históricas, dos pormenores da chuva, da lama, da luta da sobrevivência, é genial.» - The Times

«Uma história de leitura compulsiva, construída numa prosa vívida e musculada.» - Daily Telegraph

O autor
Nasceu em 1970, no Quénia, mas mudou-se para a Irlanda com a família quando tinha 7 anos. Estudou Medicina Veterinária, em Dublin, e depois viajou extensivamente pelo mundo, dando largas à sua paixão por História antiga. Visitou quase 70 países, em todos os continentes. Hoje, vive em Inglaterra com a sua mulher e a família.
É um romancista histórico bestseller do Sunday Times, especializado na época do Império Romano, conhecido por várias séries dentro deste mesmo género. Os seus livros já foram publicados em mais de dez países, incluindo Estados Unidos, Reino Unido, Itália, Grécia, Rússia e Holanda.
Saiba mais sobre o autor em www.benkane.net

Novidade Pergaminho: "Guia de Um Astronauta para Viver Bem na Terra" de Chris Hadfield



Ano de edição ou reimpressão: 2016
Encadernação: Capa mole
Nº de páginas: 296
Classificação: Autoajuda

Sinopse
«A 20 de julho de 1969, o pequeno Chris Hadfield assistiu (como o resto do mundo) a um dos momentos mais icónicos da História: Neil Armstrong a caminhar na Lua, a dar aquele «passo gigantesco para a humanidade» que voltou a despertar em todos nós a capacidade de sonhar. Nesse momento, aos nove anos de idade, Chris Hadfield tomou uma decisão: iria ser astronauta.
Havia uma série de problemas em passar da quinta onde vivia, nas profundezas de Ontário, para a academia da NASA (nomeadamente, o facto de o Canadá não ter um programa espacial e de a NASA aceitar apenas cidadãos dos EUA). Mas, como Chris Hadfield descobriu, quando se quer realmente uma coisa, aprende-se a transformar os obstáculos em oportunidades de aprendizagem e crescimento… O coronel Chris Hadfield já passou mais de 4000 horas no espaço - e décadas a treinar para o fazer. Apesar de toda a preparação, teve de saber lidar com os mais estranhos imprevistos, tais como forçar a entrada numa estação espacial com um canivete suíço, fazer uma pequena cirurgia em gravidade zero, livrar-se de uma cobra viva enquanto pilotava um avião e ficar temporariamente cego no exterior de uma nave espacial - em órbita!
Através de todo o seu treino e determinação, e graças aos imprevistos com que se deparou e às aventuras que viveu, o coronel Chris Hadfield foi aprendendo lições que se aplicam tanto à vida no espaço… como na terra.»

O autor
O coronel Chris Hadfield é um dos astronautas mais experientes e de maior sucesso do mundo. Foi o melhor aluno da escola de pilotos de testes da Força Aérea dos EUA no ano em que se formou e piloto de teste do ano da Marinha dos EUA, em 1991. Em 1992, foi selecionado como astronauta. Foi diretor de operações da NASA na Rússia, chefe da divisão de Robótica no Centro Espacial Johnson e chefiou as operações na Estação Espacial Internacional, onde também exerceu o cargo de comandante. As suas espantosas fotografias tiradas do espaço e os seus projetos educativos sobre Astronomia valeram-lhe um reconhecimento a nível internacional.

Passatempo 5º Aniversário (2): "A Defesa" de Steve Cavanagh




O segundo passatempo de aniversário do Refém das Letras conta com a colaboração da Topseller, chancela da 20|20 editora. Desta vez, está a sorteio um exemplar do livro A Defesa, do autor Steve Cavanagh. Um romance que valeu ao autor ser considerado uma Amazon Rising Star em 2015.

Para participar, basta responder às questões indicadas no formulário e preencher os campos relativos aos vossos dados, respeitando sempre as regras do passatempo. As respostas às questões podem ser encontradas aqui e/ ou aqui

Boa sorte!

Regras do passatempo:
- O passatempo decorre até dia 2 de Agosto, Terça-feira, às 23h59;
- Só é permitida uma participação por pessoa, morada e e-mail;
- Só são aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas;
- Participações com respostas incorrectas e/ou dados incompletos serão eliminadas;
- O vencedor será sorteado aleatoriamente entre todas as participações correctas e completas, sendo posteriormente contactado pelo blogue;
- O blogue não se responsabiliza por possível extravio do prémio nos correios.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Divulgação Topseller: "A Defesa" de Steve Cavanagh



1ª Edição: Junho de 2015
Nº de páginas: 336
Apresentação: capa mole

Sinopse
«De vigarista a advogado.
De bêbedo e mentiroso a pai de família.
Quereria este homem ao seu lado para o defender em tribunal?
Há mais de um ano que Eddie Flynn prometeu a si mesmo não voltar a entrar numa sala de audiências. Mas agora não tem alternativa. Olek Volchek, o chefe da máfia russa nova-iorquina, quer obrigar Eddie a representá-lo num julgamento por homicídio impossível de vencer.
Eddie Flynn tem 31 horas para defender o seu novo cliente da acusação de homicídio, resgatar a filha, Amy, de dez anos, raptada pelos criminosos e salvar a própria vida, ameaçada pela bomba que traz presa ao casaco.
Sob o olhar atento dos media e do FBI, Eddie tem de usar a sua inteligência e todos os truques do passado para defender o seu cliente e garantir a segurança da filha. Com o temporizador da bomba a contar, conseguirá Eddie convencer o júri e salvar a sua vida e a de Amy?»

O autor
Steve Cavanagh nasceu e cresceu em Belfast, na Irlanda do Norte, e aos 18 anos mudou-se para Dublin onde estudou Direito, por engano.
A sua decisão era seguir Marketing e Gestão mas uma confusão nos horários das matrículas fê-lo inscrever-se no curso errado.
Porém, este poderá ter sido um engano com sentido, já que Steve Cavanagh se tornou um proeminente advogado de direito civil, envolvido em casos de especial relevância.
Steve também dá palestras sobre temas legais, mas do que ele gosta mesmo é de contar piadas. A Defesa é o seu romance de estreia, que lhe valeu ser considerado uma Amazon Rising Star em 2015.
Saiba mais sobre o autor: www.stevecavanagh.com

Passatempo 5º Aniversário (1): "A Vida Invisível de Eurídice Gusmão" de Martha Batalha




O Refém das Letras está de parabéns! Neste mês de Julho de 2016 comemora-se o 5º Aniversário do blogue. Neste espaço que celebra os livros, os autores, as editoras e os leitores, bem como as histórias imersas em papel que nos fazem sonhar, tive a oportunidade de partilhar convosco as histórias que me tocam e que me inspiram e espero continuar a fazê-lo por muito tempo. Obrigado por estarem desse lado.

Para assinalar esta data, o Refém das Letras inicia hoje uma série de passatempos em que estarão a sorteio diversos livros fantásticos que poderão preencher as vossas estantes.

O primeiro passatempo conta com o apoio da Porto Editora, encontrando-se a sorteio um exemplar do livro A Vida Invisível de Eurídice Gusmão de Martha Batalha. Para participar, basta responder às questões indicadas no formulário e preencher os campos relativos aos vossos dados, respeitando sempre as regras do passatempo. As respostas às questões podem ser encontradas aqui e/ou aqui.

Boa sorte!

Regras do Passatempo:
- O passatempo decorre até dia 1 de Agosto, Segunda-feira, às 23h59;
- Só é permitida uma participação por pessoa, morada e e-mail;
- Só são aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas;
- Participações com respostas incorrectas e/ou dados incompletos serão eliminadas;
- O vencedor será sorteado aleatoriamente entre todas as participações correctas e completas, sendo posteriormente contactado pelo blogue;
- O blogue não se responsabiliza por possível extravio do prémio nos correios.


domingo, 17 de julho de 2016

Novidade Porto Editora: "A Vida Invisível de Eurídice Gusmão" de Martha Batalha



Edição/reimpressão: Julho 2016
Encadernação: Capa mole
Nº de páginas: 216

Sinopse
«Rio de Janeiro, anos 40. 
Quando Guida Gusmão, perdida num amor proibido, desaparece da casa dos pais sem deixar rasto, a irmã Eurídice prometeu ser a filha exemplar, a que nunca faria algo que trouxesse novo desgosto aos pais. E Eurídice torna-se a dona de casa perfeita, casada com Antenor, um bom marido, apesar de tudo, ou apesar do nada em que a vida de Eurídice se tornou. 
A vida de Eurídice Gusmão é em muito semelhante à de inúmeras mulheres nascidas no início do século XX e educadas apenas para serem boas esposas. Mulheres como as nossas mães, avós e bisavós, invisíveis em maior ou menor grau, que não puderam protagonizar a sua própria vida. 
Capaz de abordar temas como a violência, a marginalização e até a injustiça com humor, perspicácia e ironia, Marta Batalha é acima de tudo uma excelente contadora de histórias que tem como principal compromisso o prazer da leitura.»

A autora
Martha Batalha, licenciada em jornalismo com especialização em literatura, trabalhou nos principais jornais do Rio de Janeiro. Depois de alguns anos a trabalhar como repórter, abriu a sua própria editora, a Desiderata. Após a publicação de alguns best-sellers, Martha Batalha vende a editora e muda-se para Nova Iorque onde prossegue os estudos e obtém a bolsa Oscar Dystel para um mestrado em edição, área em que trabalha durante algum tempo antes de se dedicar à escrita.
A Vida Invisível de Eurídice Gusmão é o seu primeiro romance.
Martha vive em Santa Monica, Califórnia, com o marido e dois filhos.

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Príncipe dos Espinhos



Título original: Prince of Thorns
Autor: Mark Lawrence
Nº de páginas: 320
Editora: 20|20 editora
Chancela: Topseller

Sinopse
«Com apenas 9 anos, numa emboscada planeada pelo inimigo para erradicar a descendência real, o príncipe Jorg Ancrath é atirado para dentro de um espinheiro, onde fica preso, com espinhos cravados na sua carne, a ver, impotente, a mãe e o irmão mais novo a serem brutalmente assassinados.
De alma destruída, sedento de sangue e de vingança, Jorg foge da sua vida luxuosa e junta-se a um bando de criminosos e mercenários, a quem passa a chamar de irmãos. Na sua mente há apenas um pensamento, matar o Conde de Renar, o responsável pelas mortes da mãe e do irmão, pelas suas cicatrizes e pela sua alma vazia.
Ao longo de quatro anos, Jorg cresce no seio de batalhas sangrentas, amadurece em guerras impiedosas, torna-se um guerreiro cruel e vai ganhando o respeito dos seus irmãos até que se torna o seu líder. Agora, um reencontro vai levá-lo de volta ao castelo onde cresceu e ao pai que abandonou. O que vai encontrar não é o mesmo sítio idílico de que se lembra, mas o príncipe que agora retorna também não é mais a inocente criança de outrora, é o Príncipe dos Espinhos.»

Opinião
A fantasia negra tem um novo protagonista, também ele envolto em treva e escuridão. Jorg tem um objectivo definido: vingar o seu passado. No entanto, esta missão revela-se uma faca de dois gumes. Conseguirá Jorg enfrentar os fantasmas do passado enquanto no presente outros fantasmas se erguem de locais inesperados, colocando-se entre a sua vontade e o seu alvo? Ser-lhe-á, ao mesmo tempo, possível recuperar o que é seu por direito?

Jorg, ou o Príncipe dos Espinhos, é um jovem perturbado, claramente marcado pelos eventos do passado e pelas figuras que o moldaram. A sua firmeza e maturidade, contudo, não transparecem os seus tenros catorze anos. Impetuoso e dotado de uma inteligência notável, Jorg tem a mente de um adulto e está determinado a impor-se como tal. A realidade deixou de ser um choque. Jorg vê nela um jogo em que se movem jogadores que ou ganham direito ao próximo movimento ou se perdem na teia de jogadas e são derrotados. Com esta personagem consegue-se o melhor deste livro. Se bem que nem sempre seja fácil compreender as decisões de Jorg por detrás da sua mentalidade sanguinária, o Príncipe dos Espinhos é o exemplo do poder que os eventos têm na percepção da vida e no crescimento pessoal, transformando até a mais profunda das nossas crenças. Acredito que talvez morramos todos os dias. Talvez nasçamos novamente a cada amanhecer, um pouco mudados, um pouco mais adiante da nossa estrada pessoal. Quando dias suficientes se erguem entre nós e a pessoa que fomos, tornamo-nos estranhos. Talvez crescer seja isso. Talvez eu tenha crescido.

Este crescimento é patenteado por uma alternância entre o passado e o presente de Jorg à medida que o livro avança. Enquanto o presente abre possibilidades envoltas em certas dúvidas, o passado esclarece parte dessas dúvidas e justifica o salto pessoal de Jorg. A identidade torna-se um conceito fulcral e a razão de agir e avançar no tempo e espaço. Estruturalmente, esta alternância confere à leitura uma maior agilidade e mistério, impulsionando o leitor a continuar freneticamente em busca das páginas finais.

Quanto ao universo em que Lawrence apostou, apesar de integrado no fantástico, não é totalmente fantasiado ou original. Vislumbram-se traços de uma Europa medieval que coincidem com a sensação de um mundo pós-apocalíptico. Este paradoxo, nem sempre perceptível, alia-se aos elementos do fantástico elaborados por Lawrence que são aqui mais ausentes que presentes. Além disso, estes elementos carecem de um aperfeiçoamento que é evidente noutras obras de fantasia, sendo que por vezes demonstram ser a solução mais evidente para os problemas em vez de a origem do problema a solucionar, o que é sempre mais interessante neste tipo de ficção. Este será um aspecto que espero ver melhorado nos próximos volumes. É notório, contudo, o ambiente negro e instável que se instala desde o início e permanece até ao último capítulo, um ponto a favor desta história.

As restantes personagens contribuem para esse ambiente. Não menos negras que Jorg, o seu séquito é constituído por homens muito diversos que se movem num sentido comum. Entre os Irmãos, há aqueles que mais marcam pela sua eloquência, como Makin e Núbio, e outros pela sua aspereza, como Rike. A união destas personagens leva a brutalidade a outro nível, tornando-se impossível não julgar os seus actos. É fantástico como o autor nos faz gostar destas personagens sedentas de sangue e destruição, que no fundo estabelecem um senso comum de família peculiar. Além destas figuras, também magos, reis, lordes, padres e outras criaturas fomentam este enredo obscuro, dando ao leitor personagens que este possa realmente detestar.

A escrita de Lawrence é acutilante, reflexiva e enérgica. Numa trama em que a acção é constante, é importante manter um estilo ágil e com conteúdo. E o autor consegue fazê-lo com facilidade. Mantendo um tom pessoal sob a perspectiva de Jorg, torna-se natural a aproximação a esta personagem e a gradual compreensão da sua história e, evidentemente, da narrativa.

Príncipe dos Espinhos é, assim, uma excelente introdução a uma nova trilogia da fantasia que prima pelo seu protagonista e pela névoa negra e mística que o envolve. Numa trama que é conduzida essencialmente por conflitos interiores e desmistificação pessoal, com actos sangrentos e tomadas de decisões imprevisíveis, destaca-se o que de pior há nas pessoas e como nisso encontrar força. Uma saga e um autor a seguir de perto.

terça-feira, 5 de julho de 2016

Novidade Quetzal: "Bicha" de William S. Burroughs


Género: Literatura / Romance
N.º de páginas: 192
Data de lançamento: 8 de julho de 2016
PVP: €16,60

Sinopse
«É implacavelmente pessoal, mas também deslumbrantemente político, uma narrativa de aspeto realista que irrompe nas mais fantásticas fantasias, incluindo matérias de tom tão indeterminado que é difícil saber se havemos de desatar aos uivos de riso ou de consternação. Uma vez que não há livros «convencionais» [straight] na obra de Burroughs – cada um deles podia intitular-se Queer – o seu segundo romance é perversamente típico e corresponde ao significado do título como substantivo (homossexual – usado pejorativamente ou com orgulho), adjetivo (esquisito, falso, dúbio), e verbo (frustrar, irritar, desorientar). É verdade que, desde a sua escrita em 1952 até à sua publicação tardia em 1958 e à reputação que o acompanhou ao longo dos vinte e cinco anos que se seguiram, tudo em Queer é desconcertante. O tiro que matou Joan Vollmer teve um peso imenso na lenda de Burroughs e dos círculos Beat por razões óbvias, mas a associação dessa morte ao segundo romance só veio a fazer-se por volta de 1985, graças a duas linhas, que são mais citadas do que quaisquer outras que Burroughs tenha escrito: «O livro é motivado e moldado por um acontecimento que nunca é mencionado, antes é de facto cuidadosamente evitado: a morte acidental da minha mulher, Joan, com um tiro, em setembro de 1951»; e: «Sou forçado a chegar à perturbante conclusão de que nunca viria a tornar-me escritor se não fosse a morte de Joan.» [Da introdução, de Oliver Harris]»

A crítica
«O humor negro, a energia avassaladora e a visão inquietante deste escritor empurraram-no para dentro da nossa consciência e da nossa história da literatura.» - The New York Times 

O autor
William S. Burroughs nasceu em 1914 no Missouri. O seu primeiro e mais autobiográfico romance, Junky, é o retrato clássico do constante ciclo da dependência das drogas de que foi vítima toda a sua vida. Em 1951, ao fazer o número de um Guilherme Tell bêbado e exibicionista, matou acidentalmente a mulher com quem era casado. Membro fundador do movimento Beat, Burroughs celebrizou-se através do cut-up, método de escrita que utilizou no romance Naked Lunch (Festim Nu), mas também da sua intervenção noutras área, como a pintura, ou as artes performativas. Morreu em 1997. A Quetzal publicou anteriormente E os Hipopótamos Cozeram nos Seus Tanques e Cidades da Noite Vermelha.