segunda-feira, 11 de julho de 2011

O Menino Que Sonhava Chegar À Lua



Título original: Ways To Live Forever
Autora: Sally Nicholls
Nº de páginas: 180
Editora: Editorial Presença
Colecção: Grandes Narrativas

Sinopse
«Sam tem 11 anos e uma leucemia em fase terminal. Agora em casa, a Sra. Willis prossegue com ele um programa de estudos que Félix, o grande amigo que conheceu no hospital, compartilha. Confrontado com a iminência da morte, Sam inicia o projecto de escrever um livro onde guarda imagens, onde aponta perguntas, os desejos que pretende realizar, listas de factos curiosos sobre a família, os amigos e sobre o mundo que o rodeia, e até mesmo listas que o projectam para além da sua morte. Este livro é também a sua história. Contada do ponto de vista de uma criança que lida corajosamente com a doença, é uma história comovente, que evita todas as armadilhas do sentimentalismo, diverte e nos inspira. O segredo do enorme êxito deste livro reside numa profunda honestidade e na sua simplicidade. É o primeiro romance da autora que contava apenas 23 anos quando o escreveu para leitores de todas as idades.»

Opinião
Penso que a tradução do título original "Ways To Live Forever" para este livro seria a forma deste ganhar mais fama. O título adaptado pela Presença é enganador, não nego, porque o conteúdo do livro é muito mais que um sonho de chegar à Lua.

Quando se inicia a leitura deste livro, não se dá pelo passar das horas. Envolvi-me de um modo tão intenso em toda a história que fiquei preso ao mundo de Sam. Fiquei com a sensação que a acção se estava a desenrolar à minha volta.

Dada a complexidade do assunto que o livro trata, a autora procurou formas de aliviar a leitura com algumas ilustrações dos desejos do protagonista. Também tentou jogar com o humor infantil de forma a que não ficássemos tristes com os vários "choques" que "apanhamos" enquanto lemos.

Não é uma leitura comum. Apresenta uma espécie de drama que, por mais voltas que se dêem, não passará de drama. Este aspecto pode tirar a vontade ao leitor de continuar a ler o livro, mas penso que isso não acontecerá àqueles que realmente amam a leitura.

Ao longo do enredo, a autora prepara-nos para aceitarmos o seu fim, seja drástico ou não. Como tal, o mesmo não me surpreendeu. Surpreendeu-me sim o modo de escrita da autora, leve e agradável, e a capacidade de lidar extraordinariamente bem com situações difíceis do quotidiano.

Este é o primeiro romance escrito por Sally Nicholls. É um pequeno livro de estreia, mas uma grande lição de vida. Uma história de perseverança, de coragem e de combate às piores situações que podemos enfrentar, mas também do proveito que se pode retirar dessa luta que, de qualquer das formas, acaba sempre por vencer num ganho de pura felicidade. Espero mais obras publicadas, mas também que sejam um pouco maiores para que a leitura não acabe rapidamente!

Recomendo aos que já pensaram ver de tudo na vida. Ficarão com outro opinião assim que Sam vos entre na mente.

0 comentários:

Enviar um comentário