sábado, 8 de outubro de 2011

Lançamento "Uma Estratégia para Portugal" de Henrique Neto

Uma Estratégia Para Portugal - Ampliar Imagem
Editora: Lua de Papel
Preço: 15,90 €


   O empresário  e antigo deputado,  Henrique Neto, apresenta o seu novo livro,  Uma Estratégia para Portugal, na  Leitura Shopping Cidade do Porto, na próxima segunda-feira,  10 de Outubro, às  19h00.Editado pela Lua de Papel e prefaciado pelo economista João Salgueiro, o livro vai ser apresentado pelo também economista e ex-ministro da Economia, Professor Daniel Bessa.

Sinopse
 Henrique Neto, um dos mais inovadores empresários portugueses contemporâneos, ajudou a construir um pequeno império assente numa visão estratégica. E na sua breve passagem pela política partidária acreditou que seria possível implementar no governo de Portugal uma estratégia coerente  – à semelhança do que tinha feito o Japão no pós-guerra e no final dos anos 50.
   Mas, durante o último quarto de século, o mundo abraçou com fervor a cultura financeira e os seus fabulosos lucros. O nosso país comungou desse facilitismo, e as nossas limitações naturais fizeram o resto: estamos num beco aparentemente sem saída.  Uma Estratégia para Portugal pretende provar o contrário. Neste livro Henrique Neto defende que há uma estratégia viável para o país – assente num sector produtivo moderno, virado para a exportação e que privilegie a inovação e a mudança.
   O autor defende aqui a sua tese e sustenta-a com exemplos práticos. Apresenta um rumo que engloba desde sectores chave (como a logística e as  obras públicas) às forças armadas. Sem esquecer as condições politicas necessárias à sua execução.

O autor
   Henrique Neto fez o Curso Industrial em Lisboa e o Curso Comercial na Marinha Grande, de onde a sua família era oriunda. Começou a trabalhar numa fábrica de moldes, onde chegou a director e depois a  proprietário. Em 1975, fundou a Iberomoldes SA, que se tornaria a holding de um grupo com 12 empresas e 
mais de 1000 trabalhadores. 
   Paralelamente à vida profissional, interessou-se muito cedo pela política e trabalhou na campanha do general Humberto Delgado. Juntou-se ao Partido Comunista em 1968, mas saiu em 1975, em desacordo com as posições que estavam a ser tomadas. Em 1993, aderiu ao Partido Socialista a convite de Jorge Sampaio e foi eleito deputado em 1995. Voltou a abandonar a política activa no fim da legislatura. 

0 comentários:

Enviar um comentário