sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Harry Potter E A Câmara dos Segredos



Título original: Harry Potter and the Chamber of Secrets
Autora: J.K. Rowling
Nº de páginas: 280
Editora: Editorial Presença
Colecção: Estrela do Mar

Sinopse
«Os dias de Verão com os Dursleys estavam a tornar-se insuportáveis. Harry Potter já não gostava muito de muggles, mas o pior é que tinha de passar os seus dias de férias em casa dos muggles mais muggles de todo o planeta e arredores. Não havia maneira de voltar para a sua querida escola de feitiçaria... E ultimamente mesmo esse regresso se encontrava ameaçado, pois o duende Dobby não cessava de o avisar de que algo terrível o aguardava em Hogwarts... Nada mais nada menos do que a revelação dos misteriosos e ameaçadores poderes da câmara do segredos! O regresso do herói que está a conquistar jovens e adultos de todo o mundo numa aventura que te enfeitiçará até à última página.»

Opinião
Acabámos de penetrar num mundo de fantasia completamente diferente daquilo a que este género nos tem oferecido, apesar do tema central se cingir a uma ideia banal. Este é um mundo de mistérios, intrigas, fascínios e, especialmente, magia. No entanto, é claro que esse mundo não estaria completo sem alguns riscos e situações inconvenientes que complicam, e de que maneira, um progresso normal nos dias dos seus protagonistas.

Neste segundo volume, deparamo-nos com um ambiente mais sombrio e retocado de mistérios obscuros. Após um ano tumultuoso de revelações imprevistas que agitaram o mundo de Harry com o possível regresso de um dos feiticeiros mais negros da história da magia, que para este não passava de um mero desconhecido e de súbito se tornou a figura que mais odeia por motivos óbvios, Harry enfrenta finalmente a sua posição no mundo. Está consciente que é feiticeiro, alguém normal dentro dos padrões dos da sua natureza, e por isso sente-se, literalmente, alguém. Encontrou amigos fantásticos, uma escola fantástica, sendo a sua única desilusão a família que o odeia.

Com o inicio da narrativa no seio dessa mesma família, surge uma nova personagem que aguçou particularmente o meu interesse. Inocente, diferente e cheia de vida, essa personagem parece mais uma fantástica surpresa vinda do misterioso mundo mágico. No entanto, traz algo muito importante a Harry. Uma mensagem que deverá ter em mente antes de decidir se quer retornar ao universo que acabou de descobrir. É fundamental percebê-lo, caso contrário sofrerá seriamente com a decisão errada. 

E é essa mensagem que envolve o assunto sobre o qual os acontecimentos irão desabrochar ao longo da história. Haverá muito mistério a cada informação que é revelada, grandes dúvidas e incertezas perante as mais horripilantes situações e uma forte vontade de clarear o que está, afinal, a ser ocultado a todos.

Este livro, apesar do seu carácter mais sombrio, apresenta mais momentos hilariantes que o anterior, o que é sempre agradável de se verificar numa leitura em que a maioria dos instantes nos instalam uma incontrolável ansiedade de descobrir o que está para vir.

Tal factor deve-se, de algum modo, ao aparecimento de novas personagens, duas em particular, que permitem descontrair de todo este cenário de receios. Uma delas é deveras presunçosa, não apresentando as particularidades que devia apresentar. Já a outra emblemática personagem é muito diferente da anterior, e apesar de parecer apenas mais uma figura entre tantas que já nos foram apresentadas irá revelar-se importante para alcançar a verdade.

Nota-se um claro aprofundar da relação dos três amigos, pois para além de passarem muito tempo juntos, devido ao que as circunstâncias obrigam, eles apercebem-se que o que os une não é uma simples amizade. Harry continua a ser um rapaz cheio de coragem, sem nunca perder a noção do bem e do mal. Hermione é mais participativa neste volume, bem como Ron, expondo-se deste modo mais pormenores destas amáveis personagens. Para além do trio, continua a haver um enorme fascínio por Dumbledore, o imponente, amigável e enigmático director de Hogwarts, por Hagrid, o grande mas melindroso guarda dos campos de Hogwarts, e pelo obscuro e irritante professor Snape.

Não se pode deixar de referir que a imaginação de J.K. Rowling continua imparável, a crescer sem limites neste contexto mágico. Novas criaturas, feitiços, locais, e muitas outras maravilhas que nos deixam de tal maneira envoltos que é fácil tornarmo-nos parte deste mundo. E, no fundo, é essa a magia destes livros.

A cena final agradou-me bastante, o auge da acção que crepita a arrebatadora realidade. O mistério revela-se, e tudo faz sentido por fim, embora se criem novas dúvidas, que os próximos livros tratarão de esclarecer.

É inegável a excelência desta história e modo como nos atrai, fazendo-nos sentir verdadeiramente bem enquanto temos o prazer de ser parte deste mundo. Quando o fim se aproxima apodera-se uma sensação de hesitação, para que o restante dure tanto tempo quanto possível. E após terminar, deseja-se passar ao próximo volume, e saber sempre mais da irresistível e inconfundível magia de Harry Potter.

Esta é uma saga muito especial. Apelo a todos os que estejam relutantes e que ainda não se tenham debruçado sobre ela que tentem, pelo menos, conhecer este tão fabuloso Harry e a sua história, os seus amigos e a sua notável bondade. Dou-vos a certeza que, assim que o fizerem, não terão meios possíveis para escapar.

0 comentários:

Enviar um comentário